Pular para o conteúdo principal

Postagens

Teología del Corazón de María

TEOLOGIA CORDIMARIANA
Teología del Corazón de María 

Significado de la metáfora corazón Se hace obligado comenzar analizando el significado de la metáfora corazón. Podría realizarse desde muchos puntos de vista (literario, filosófico, histórico,...) Nosotros nos ceñimos al campo teológico. De esta manera, nuestra investigación se centra en la Escritura, la tradición y la teología actual. Tres puntos de apoyo necesarios para encontrar algunas ideas básicas. En la Escritura La palabra corazón es muy usada. Más allá de su sentido propio (corazón orgánico) se utiliza en sentido metafórico. Su riqueza polisémica hace de ella un reto. En este caso es referida tanto a entes materiales como espirituales. Indica aspectos tan variados como los sentimientos, valores, impulsos, personalidad, inteligencia, totalidadunidad... Hay algunos sentidos de la palabra corazón que aparecen como novedosos en algunos libros de la Escritura, pero en líneas generales el contenido de esta metáfora es similar en el …
Postagens recentes

ROSARIUM CORONA PERFECTORUM

ROSARIUM CORONA PERFECTORUM




Signum Crucis
In nómine Patris, † et Filii et Spiritus Sancti. Amen.

Symbolum Apostolorum
Credo in Deum Patrem omnipotentem, Creatorem cæli et terræ. Et in Jesum Christum, Filium ejus únicum, Dóminum nostrum: qui conceptus est de Spiritu Sancto, natus ex Maria Vírgine, passus sub Pontio Pilato, crucifixus, mortuus et sepultus: descendit ad ínferos; tertia die resurrexit a mórtuis; ascendit ad cælos; sedet ad déxteram Dei Patris omnipotentis: inde venturus est judicare vivos et mórtuos. Credo in Spiritum Sanctum, sanctam Ecclesiam catholicam, Sanctorum communionem, remissionem peccatorum, carnis resurrectionem, vitam æternam. Amen.

Oratio Dominica
Pater noster qui es in cælis: Sanctificetur nomen tuum: Advéniat regnum tuum: Fiat voluntas tua, sicut in cælo, et in terra. Panem nostrum quotidianum da nobis hódie: Et dimitte nobis débita nostra, sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris. Et ne nos inducas in tentationem. Sed líbera nos a malo. Amen

Salutatio…

13 de Setembro de 1917 - 5ª APARIÇÃO

– 13 de Setembro de 1917, 5ª APARIÇÃO  

         Dia 13 de Setembro de 1917. Ao aproximar-se a hora, lá fui com a Jacinta e o Francisco, entre numerosas pessoas que a muito custo nos deixavam andar... Chegamos por fim à Cova da Iria, junto da carrasqueira, e começamos a rezar o terço com o povo. Pouco depois vimos o reflexo da luz e a seguir Nossa Senhora sobre azinheira.
- Continuem a rezar o terço, para alcançarem o fim da guerra. Em Outubro virá também Nosso Senhor, Nossa Senhora das Dores e do Carmo, São José com o Menino Jesus para abençoarem o mundo. Deus está contente com os vossos sacrifícios, mas não quer que durmais com a corda. Trazei-a só durante o dia.

- Têm-me pedido para Lhe pedir muitas coisas, a cura de alguns doentes, dum surdo-mudo.
- Sim, alguns curarei; outros não. Em Outubro farei o milagre para que todos acreditem.
E começando a elevar-se, desapareceu como de costume.

Espanhol:

El 13 de septiembre de 1917, al aproximarse la hora, fui allí con Jacinta y Francisco entre n…

O Escapulário é uma das cláusulas da Mensagem de Fátima

O Escapulário é uma das cláusulas da Mensagem de Fátima
No dia 13 de outubro de 1917, na sua última aparição na Cova da Iria, em Fátima, Portugal, Nossa Senhora une três devoções: a espiritualidade do Escapulário, a oração do Santo Rosário e a consagração ao seu Imaculado Coração. Logo depois da aparição, surgiram, aos três videntes de Fátima, várias cenas. Na primeira, ao lado de São José, a Mãe de Deus, com o Menino Jesus ao colo, apareceu como Nossa Senhora do Rosário. Em seguida, surgiu como Nossa Senhora das Dores, junto com seu Filho Jesus Cristo, que padecia em meio a muitos sofrimentos, a caminho do monte Calvário. Na última visão, “gloriosa, coroada como Rainha do Céu e da Terra, a Santíssima Virgem apareceu como Nossa Senhora do Carmo, tendo o Escapulário à mão”.  Em 1950, a Irmã Lúcia foi questionada a respeito do motivo de Nossa Senhora aparecer com o Escapulário nas mãos. Em resposta, a Irmã disse: “É que Nossa Senhora quer que todos usem o Escapulário, respondeu ela”. Pro…

Escapulário Castanho, a veste da Graça

A VESTE DA GRAÇA 

Nossa Senhora apareceu a São Simão Stock no dia 16 de julho de 1251 enquanto rezava piedosamente esta oração:  “Flor do Carmelo, Videira florida, Esplendor do céu. Virgem Mãe incomparável, Doce Mãe, sempre Virgem, sede propícia aos carmelitas, ó Estrela do Mar”, quando viu um imenso clarão luminoso e no interior dele estava Nossa Senhora com o Menino Jesus apoiado no braço, rodeada de Anjos, e trazendo na mão direita um Escapulário, que lhe entregou dizendo: “Recebe, filho diletíssimo, o Escapulário de tua Ordem, sinal de minha confraternidade, privilégio para ti e para todos os carmelitas. Quem morrer com ele será preservado do fogo eterno". 
O Escapulário Castanho, o Sacramental mais poderoso  “Quem quer que morra usando este Escapulário não sofrerá o fogo eterno.” – palavras de Nossa Senhora a S. Simão Stock. Eis a promessa extraordinária que Nossa Senhora faz a quem usar o Seu Escapulário Castanho. E esta promessa maravilhosa faz do Escapulário o sacramental mai…