Pular para o conteúdo principal

REZAR O ROSÁRIO - IMPORTANTE!


ROSARIUM CORONA PERFECTORUM




Signum Crucis
In nómine Patris, † et Filii et Spiritus Sancti. Amen.

Symbolum Apostolorum
Credo in Deum Patrem omnipotentem, Creatorem cæli et terræ. Et in Jesum Christum, Filium ejus únicum, Dóminum nostrum: qui conceptus est de Spiritu Sancto, natus ex Maria Vírgine, passus sub Pontio Pilato, crucifixus, mortuus et sepultus: descendit ad ínferos; tertia die resurrexit a mórtuis; ascendit ad cælos; sedet ad déxteram Dei Patris omnipotentis: inde venturus est judicare vivos et mórtuos. Credo in Spiritum Sanctum, sanctam Ecclesiam catholicam, Sanctorum communionem, remissionem peccatorum, carnis resurrectionem, vitam æternam. Amen.

Oratio Dominica
Pater noster qui es in cælis: Sanctificetur nomen tuum: Advéniat regnum tuum: Fiat voluntas tua, sicut in cælo, et in terra. Panem nostrum quotidianum da nobis hódie: Et dimitte nobis débita nostra, sicut et nos dimíttimus debitóribus nostris. Et ne nos inducas in tentationem. Sed líbera nos a malo. Amen

Salutatio Angelica
Ave Maria, grátia plena: Dóminus tecum: benedicta tu in muliéribus, et benedictus fructus ventris tui, Jesus. R/.Sancta Maria, Mater Dei, ora pro nobis peccatóribus, nunc et in hora mortis nostræ. Amen.

Doxologia minor
Gloria Patri, et Filio et Spirítui Sancto.R/.Sicut erat in principio, et nunc, et semper et in sæcula sæculorum. Amen.

Oratio Fatima
O mi Jesu, dimitte nobis débita nostra, salva nos ab igne inferiori, pérduc in cælum omnes ánimas, præsertim eas, quæ misericordiæ tuæ máxime indigent.


Misterios Gozosos 

1. La Encarnación del Hijo de Dios, Lc. 1:26-38
 

2. La Visitación de Nuestra Señora a su prima Santa Isabel, Lc. 1:39-53

3. El Nacimiento del Hijo de Dios, Lc. 2:6-19

4. La presentación del Niño Dios en el Templo, Lc. 2:22-40

5. El Niño Jesús perdido y hallado en el Templo, Lc. 2:41-52

Misterios Dolorosos 

1. La Oración de Jesús en el Huerto, Mt. 26:36-41

2. La Flagelación del Señor, Jn. 18:36-38; 19:1

3. La Coronación de espinas, Mc. 15:14-17; Mt. 27:24-30

4. Jesús con la cruz a cuestas, Jn. 19:17

5. La crucifixión y muerte del Señor, Jn. 19:25-30

Misterios Gloriosos 

1. La Resurrección del Hijo de Dios, Mt. 28:5-6

2. La Ascención del Señor a los cielos, Mt. 28:18-20; Hc. 1:9-11

3. La Venida del Espíritu Santo, Hc. 2:1-4

4. La Asunción de la Virgen en cuerpo y alma al cielo, Cant. 2:10-11; 14

5. La Coronación de María Santísima, Sal. 45:14-15; Ap. 11:19, 12:1

SALVE REGINA:
Salve, Regina, Mater misericordiæ, vita, dulcedo et spes nostra, salve. Ad te clamamus, éxsules filii Hevæ. Ad te suspiramus, gementes et flentes in hac lacrimarum valle. Eia, ergo, advocata nostra, illos tuos misericordes óculos ad nos converte. Et Jesum, benedictum fructum ventris tui, nobis post hoc exsilium, ostende. O clemens: O pia: O dulcis Virgo Maria. V/.Ora pro nobis, Sancta Dei Génitrix. R/.Ut digni efficiamur promissiónibus Christi.

OREMUS 
Deus, cujus Unigénitus per vitam, mortem et resurrectionem suam nobis salutis æternæ præmia comparavit, concede, quæsumus: ut hæc mysteria sacratíssimo beatæ Mariæ Virginis Rosario recolentes, et imitemur quod cóntinent, et quod promittunt assequamur. Per eundem Christum, Dóminum nostrum. R/.Amen.


Indulgências do Rosário 

a) Os fiéis quando recitarem a terça parte do Rosário com devoção podem lucrar: Uma indulgência de 5 anos (Bula "Ea quae ex fidelium", Sixto IV, 12 de maio 1479 ; S. C. Ind., 29 de agosto 1899 ; S. P. Ap., 18 de março 1932). Uma indulgência plenária nas condições usuais, se eles rezarem [o terço] durante o mês inteiro(Pio XII , 22 de janeiro 1952.) 
b) Se rezarem a terça parte do Rosário em companhia de outros, uma indulgência de 10 anos, uma vez ao dia; uma indulgência plenária no ultimo Domingo de cada mês, juntamente com confissão, Comunhão e visita a uma igreja ou oratório público, se realizarem tal recitação ao mês três vezes em alguma das semanas precedentes. , seja em público ou privado, podem lucrar: Se, de qualquer forma, rezarem juntos em família, além da indulgência parcial de 10 anos, lhes é concedido: • Uma indulgência plenária duas vezes ao mês, se realizarem a recitação diariamente durante um mês, forem à confissão, receberem a Santa Comunhão e visitarem alguma igreja ou oratório. (S. C. Ind., 12 de maio de 1851 e 29 agosto de 1899; S. P. Ap., 18 de março de 1932 e 26 de julho de 1946). • Os fiéis que diariamente recitam a terça parte do Rosário com devoção em um grupo familiar além das indulgências concedidas em b) também lhes é concedida uma Indulgência Plenária sob condição de Confissão, Comunhão a cada Sábado, em dois outros dias da semana e em cada uma das Festas da Beatíssima Virgem Maria no Calendário Universal, nomeadamente – A Imaculada Conceição, a Purificação, a Aparição da Beata Senhora em Lourdes, a Anunciação, as Sete Dores (sexta-feira da semana da paixão), a Visitação, Nossa Senhora do Carmo; Nossa Senhora das Neves, a Assunção, o Imaculado Coração de Maria, a Natividade da Santíssima Virgem, as Sete Dores (15 de setembro), Nossa Senhora do Sacratíssimo Rosário, a Maternidade da Beata Virgem Maria, a Apresentação da Beata Virgem Maria (S.P. Ap. 11 de outubro d e 1959) • 
c) Aqueles que piamente recitarem a terça parte do Rosário na presença do Santíssimo Sacramento, Uma indulgência plenária, sob condição de confissão e Comunhão (B. Apostólico, 4 de setembro de 1927) , publicamente exposto ou mesmo reservado no tabernáculo.

Exercícios de Devoção 
Os fiéis que a qualquer tempo do ano devotamente oferecerem suas orações em honra a Nossa Senhora do Rosário, com a intenção de continuar as mesmas por nove dias consecutivos, podem lucrar: 
• Uma indulgência de 5 anos uma vez a qualquer dia da novena; 
• Uma indulgência plenária sob as condições usuais no encerramento da novena. (Pio IX, Audiência de 3 de Janeiro de 1849; S. C. dos Bispos e Religiosos, 28 de Janeiro de 1850; S. C. Ind., 26 de novembro de 1876; S. P. Ap., 29 de junho de 1932) V Raccolta 396 Os fiéis que resolverem realizar um exercício de devoção em honra a Nossa Senhora do Rosário por quinze ininterruptos Sábados (ou sendo impedidos, por quantos respectivos Domingos imediatamente seguintes), se devotamente recitarem no mínimo a terça parte do Rosário ou meditarem seus mistérios em alguma outra maneira, podem lucrar: 
• Uma indulgência plenária sob as condições usuais, em qualquer destes quinze Sábados ou Domingos correspondentes (S. C. Ind., 21 de setembro de 1889 e 17 de setembro de 1892; S. P. Ap.. 3 de agosto de 1936). Raccolta 397 Os fiéis que durante o mês de Outubro recitarem no mínimo a terça parte do Rosário, publica ou privadamente, podem lucrar: • Uma indulgência de 7 anos por dia; 
• Uma indulgência plenária, se realizarem este devoto exercício na Festa do Rosário e em sua Oitava, e além disso, forem à confissão, receberem a Santa Comunhão e visitarem uma igreja ou oratório público; • Uma indulgência plenária, juntamente com confissão, Santa Comunhão e visita a uma igreja ou oratório público, se realizarem a mesma recitação do Santo Rosário por no mínimo dez dias depois da Oitava da supracitada Festa (S. C. Ind., 23 de Julho de 1898 e 29 de Agosto de 1899; S. P. Ap., 18 de Março de 1932). Raccolta 398 • Uma indulgência de 500 dias pode ser lucrada uma vez ao dia pelos fiéis que, beijando o Santo Rosário que carregam consigo, ao mesmo tempo recitarem a primeira parte da Ave Maria até “Jesus”, inclusive. (Sagrada Congregação da Penitenciária Apostólica. 30 de março de 1953) 

"Não é possível expressar quanto a Santíssima Virgem estima o Rosário sobre todas as demais devoções, e quão magnânimo é ao recompensar os que trabalham para pregá-lo, estabelecê-lo e cultivá-lo. Recitado enquanto são meditados os mistérios sagrados, o Rosário é manancial de maravilhosos frutos e depósito de toda espécie de bens. Através dele, os pecadores obtêm o perdão; as almas sedentas se saciam; os que choram acham alegria; os que são tentados, a tranqüilidade; os pobres são socorridos; os religiosos, reformados; os ignorantes, instruídos; os vivos triunfam da vaidade, e as almas do purgatório (por meio de sufrágios) encontram alívio. Perseverai, portanto, nessa santa devoção, e tereis a coroa admirável preparada no Céu para a vossa fidelidade”. 
MONTFORT, São Luís Maria Grignion de, Tratado Da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dogma da Imaculada Conceição - IMPORTANTE!

Bula "Ineffabilis Deus" - Dogma da Imaculada Conceição, Papa Pio IX  Posição e privilégios de Maria nos desígnios de Deus 1. Deus inefável, "cuja conduta toda é bondade e fidelidade", cuja vontade é onipotente, e cuja sabedoria "se estende com poder de um extremo ao outro (do mundo), e tudo governa com bondade", tendo previsto desde toda a eternidade a triste ruína de todo o gênero humano que derivaria do pecado de Adão, com desígnio oculto aos séculos, decretou realizar a obra primitiva da sua bondade com um mistério ainda mais profundo, mediante a Encarnação do Verbo. Porque, induzido ao pecado — contra o propósito da divina misericórdia — pela astúcia e pela malícia do demônio, o homem não devia mais perecer; antes, a queda da natureza do primeiro Adão devia ser reparada com melhor fortuna no segundo. 2. Assim Deus, desde o princ í pio e antes dos s é culos, escolheu e pr é -ordenou para seu Filho uma M ã e, na qual Ele se encarnaria, e d

O Rosário de Nossa Senhora

INGRUENTIUM MALORUM DO SUMO PONTÍFICE PAPA PIO XII SOBRE A RECITAÇÃO DO ROSÁRIO  INTRODUÇÃO 1. Nunca, desde que, por desígnio da divina Providência, fomos elevados à suprema cátedra de Pedro, à vista das ameaças do mal, deixamos de contar ao seguro patrocínio da Mãe de Deus a sorte da família humana, tendo publicado, como bem sabeis, por mais de uma vez, cartas de exortação a este propósito. É patente, veneráveis irmãos, com quanto empenho, entusiasmo e união de almas, o povo cristão tenha correspondido às nossas exortações por toda a parte. Assim o têm esplendidamente mostrado, repetidas vezes, os grandiosos espetáculos de fé e de amor para com a augusta Rainha do Céu, principalmente aquela manifestação de alegria universal que nos foi dado, por assim dizer, contemplar com os nossos olhos, quando, no ano passado, circundados de inúmera multidão, proclamamos solenemente, da Praça de São Pedro, a assunção da virgem Maria em corpo e alma ao Céu.

Adeste Fideles

https://linktr.ee/confraternidadedorosario   Adeste, Fideles Adeste fideles laeti triumphantes Venite, venite in Bethlehem Natum videte regem angelorum Venite, adoremus Venite, adoremus Venite, adoremus, Dominum! Deum de Deo, lumen de lumine Gestant puellae viscera Deum verum, genitum non factum Venite, adoremus Venite, adoremus Venite, adoremus, Dominum! (Cantet nunc io chorus angelorum Cantet nunc aula caelestium) Gloria in excelsis Deo! Venite, adoremus Venite, adoremus Venite, adoremus, Dominum! Venham, Fiéis Vinde,fiéis, alegres e triunfantes Vinde, vinde para Belém! Vede o nascido, rei dos anjos Vinde, adoremos Vinde, adoremos Vinde, adoremos o Senhor Deus de Deus, luz de luz Lhe gestam entranhas de menina Deus verdadeiro, gerado, não criado Vinde, adoremos Vinda, adoremos Vinde, adoremos o Senhor (Cante agora o refrão dos anjos E cantam a corte celestial) "Glória a Deus nas alturas!" Vinde, adoremos Vinda, adoremos Vinde, adoremos